Translate

Living in Russia #9: Morando em terra com namorado do navio

Moscow-Russia, Janeiro de 2015 
Passado o desafio de fazer um relacionamento durar alem da gangway do navio, o proximo passo é conhecer quem realmente a pessoa é.

Senta que lá vem história!!!

Verdade seja dita, intimidade é uma merda. Morando com alguem a bordo você pode dar adeus aquela imagem do seu namorado (a), sempre cheiroso, arrumado, penteado porque se pessoas normais não vivem assim 24hrs por dia, quem dirá pessoas de navio. Diga oi para um lado que você não costumava ver quando estavam se paquerando no crewbar, um lado muito mais real. Encontra-la descabelada, sem maquiagem, vestindo aquele pijama velho furado e eventualmente com a depilacao atrasada passa a ser natural e o mesmo vale quando você o vir coçando o saco, com cara de mendigo barbudo e com o desodorante vencido, faz parte.

Engraçado é que eu acreditava mesmo, mesmo de coração, que depois de vivenciar essas "pequenas grandes coisas" morar com alguem em terra fosse ser fácil, boba eu. A bordo você vai estar junto com o fulano TODO SANTO DIA, e provavelmente em todos os seus horários livres e isso parece o bastante para se conhecer alguem a fundo, mas a questão é que a vida em terra é muito diferente, e pessoas tem hábitos e comportamentos diferentes quando estão em terra e quando estão a bordo, eu não diria que é uma dupla personalidade, mas diria que a vida no geral nos dois ambientes te influenciam a agir assim.

A bordo ninguém tem tempo pra nada e você esta completamente sozinho. Nenhum dos seus amigos de terra estão la com você, nem ninguém da sua família, nem o P.A que você costumava pegar as sextas feiras depois da faculdade. A carência bate, bate não, da uma surra de gato morto na gente! carência de toque, beijo, amigo, conversa, cachorro, casa, comida e é ai que mora o perigo. Quem nunca olhou para um peguete la do primeiro contrato e pensou: WTF? e logo em seguida bateu com a cabeça três vezes na parede? Se identificou? Toca aqui! 
]Brincadeiras a parte quando a gente tem um namorado a bordo automaticamente. na maior parte das vezes você começa a ter vida de casada. Sem que mesmo você perceba já estão dormindo na mesma cabine, roubando comida pra dois e fazendo a laudry juntos.  E qual que é o problema disso? NENHUM. é o máximo ter alguem para te fazer massagem nas costas depois de carregar bandeja o dia inteiro ou nos pés depois de ficar horas andando pra la e pra cá e de quebra, uma boa noite de sexo garantida, quem não quer?
Mas atente-se, cada contrato é único! Não me vá esquecer de viver as únicas coisas boas que existem em ser crew porque casou na balada, por favor.

A bordo nao tem conta pra pagar, sujeira do cachorro pra limpar e nem louça pra lavar. A bordo não tem mãe para dar pitaco na vida do casal, nem amigos para levar para o "mal caminho". A bordo só tem um bar, e pra trair… só se for beeeem ligeiro.  Então brigar pra que? Claro que não estou dizendo que casais de navio não brigam, porque a Bia, minha ex-cabinmate é a prova viva de que é só querer que encontra motivo pra brigar sim, mas são bem menos que em terra, isso ninguém pode negar.

Verdade é que muitas historias de relacionamentos a bordo não passam da gangway por uma série de fatores que vão desde a distancia ate a pessoa já ter uma família, mulher e filhos em terra, porem, todavia, no entanto, alguns casos dão certo, coisa que eu nunca acreditei, mas hoje estou aqui, escrevendo de Moscow- Rússia, onde eu moro com o Russo que eu conheci no navio. Se nos vamos ficar juntos para sempre eu não faço a menor ideia, alias "para sempre" deveria ser uma coisa proibida na nossa imaginação, como assim fazer planos para sempre? Para sempre é muito tempo, diga-se de passagem.

O ponto X da questão, onde eu deveria ter chego laaaa no começo do post é que viver ou manter um relacionamento em terra com alguem que você conheceu no navio é muito, muito diferente. Como eu já falei ali em cima a bordo não existe uma sociedade que influencie em nada, e aqui fora temos um conjunto que se chama família+contas+trabalhos em lugares diferentes+rotina. Não que a bordo não tenha rotina, porque ate estar cada dia em um pais acaba virando rotina, mas é uma rotina mais gostosa que pegar transito, ir ao supermercado, pagar as contas do mês.

Sem falar das manias né… Tem coisas que eu acho que não prestava atençao a bordo porque não tinha tempo mesmo, ou estava muito cansada para me importar, mas como assim nós não víamos a bagunça que o outro faz, a imundice que as vezes deixamos (principalemte ele) na cozinha, quando o outro dorme sem tomar banho, quando acordamos de mau humor, quando ele um de nós deixa a toalha molhada em cima da cama?
Não, eu não estou reclamando de como ele sempre deixa a pasta de dente aberta e nunca me deixa andar de sapato pela casa mas contradizendo a si mesmo sai espalhando roupa por tudo que é canto, eu não estou reclamando do gosto culinário duvidoso, nem de como ele é extremamente enrolado para fazer as coisas de manha porque todas essas coisas formam a pessoa que ele é, e por quem eu me apaixonei, não estou reclamando, só estou me questionando de como mesmo morando na mesma cabine que ele por meses eu nunca reparei ou me importei com nada disso?

Como assim no navio a gente dormia em uma cama apertada e eu não me sentia desconfortável e aqui mesmo tendo uma camona parece não ter espaço suficiente para duas pessoas?

Parece que eu estou reclamando? Mas eu não estou, sério, estou surpresa com algumas coisas de forma negativa e mais ainda de forma positiva, principalmente porque ainda tenho me apaixonado todos os dias pela mesma pessoa que faz todas essas coisas que eu disse ai em cima mas chega com flores depois de um longo dia de trabalho e atravessa Moscow de um canto a outro atrás de pastel e coca-cola e sempre me da o casaco mais quente mesmo que lá fora esteja -27C. Eu diria que ele é um amor, mas todos os cafajestes que eu conheci nessa vida eram amores de pessoa, então prefiro manter sem rótulos.
Ta ai, falei, falei, e não falei nada… Mas acho que deu pra entender o que eu quero dizer nénão?

Ah, mais uma coisa que eu acho que pode ser uma duvida na cabeça dos marinheiros de primeira viagem:

Da pra morar com o namorado na mesma cabine?
Depende da situaçao, se for só namorado mesmo não vai conseguir morar legalmente, pelo menos pelo que eu vi na Costa é assim, mas se conseguir um outro casal que esteja disposto a fazer a "troca" da certo sim. Entendeu? Eu moro com uma menina que é namorada do cara que mora com o Anton, ele vem pra minha cabine e ela vai para a cabine dele, mas na porta da cabine, e para maiores esclarecimentos eu continuo morando com a menina.  Parece complicado mas nao é tanto assim, eu e o Anton nao mudamos de vez para a cabine do outro mas dormiamos juntos com o cabinmate dele la em cima, que era um amor, e nao se importava. Eu acho super chato, nao sei se aceitaria numa boa um cara dormindo na minha cabine todo santo dia, mas tudo depende da situação.
As coisas mudam se um dos dois morarem sozinhos, ai nao tem erro, é só mudar de mala e cuia!

Пока Пока
Share on Google Plus

About Harlye Mielli

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment

1 comentários:

  1. Estoy realmente muy feliz por mi vida; Mi nombre es Cynthia Vargas nunca pensé que voy a vivir en la tierra antes del año se agote. He estado sufriendo de una enfermedad mortal (VIH) durante los últimos 5 años; Había pasado una gran cantidad de dinero que va de uno a otro lugares, de las iglesias a las iglesias, los hospitales han sido cada día mi residencia. control permanente de seguimiento han sido mi hobby no hasta el pasado mes, yo estaba buscando a través de Internet, vi un testimonio de cómo DR. Ben ayudó a alguien en la curación de su enfermedad por VIH, rápidamente he copiado su correo electrónico, que es (drbenharbalhome@gmail.com) .I habló con él, me pidió que hiciera algunas ciertas cosas que he hecho, me dijo que él va a proporcionar la base de hierbas para mí, lo cual hizo, entonces él me pidió que fuera para el chequeo médico después de algunos días después de usar el remedio a base de hierbas, que estaba libre de la enfermedad mortal, él sólo me pidió que publicar el testimonio a través de todo el mundo, con fidelidad am haciendo ahora, hermanos y hermanas por favor, él es grande, le debo en mi vida. si va a ser sometido a problemas similares acaba de enviarle un correo electrónico en (drbenharbalhome@gmail.com) o simplemente le WhatsApp en: + 2348144631509.He también puede curar enfermedades como el cáncer, Diabeties, herpes. Etc Usted puede ponerse en contacto conmigo en el correo electrónico: vargascynthiamaye1995@gmail.com

    ResponderExcluir

Labels

Tripulante Navio Au Pair Diario de Bordo Costa Fascinosa Temporada Europeia Illinois histórias de crew Crewlife Summer 2016 Fase 4: De volta ao Buffet Snack Stward Living in Russia WINTER 2015/2016 Moscow Fase 2: Europa Chicago Spring 2016 Aconteceu no Fascinosa Fase 6: Ultimo Cruzeiro California Road Trip Temporada Brasileira crewfamily Fase 1: O Começo Processo de Embarque Divirta-se Capos Namorado Cabinmate SUMMER 2015 Namoro a bordo FALL 2015 Fase 5: Reta Final St. Petersburgo Bratta Familia Supervisores Cabine Processo Au Pair TAG: Vida de Snack Bia Data de Embarque Brasil Veneza-Italia Crew Bar Fase 3: Ass. Witress Horarios Mykonos-Grecia Vida-pós-Navio Costa Crociere Dicas warning Aprenda Russo Ass Waitress Grecia Trabalho em Navio relacionamentos Academia Buffet Crew Party training Aviação BRASIL X EUROPA Cherepovets Comissária de Voo Las Vegas Santorini fim de contrato Celular Comida a Bordo Let Pro Flight Rio de Janeiro despedidas Arizona Bari-Italia Dinheiro Navegação Port Manning Russia salario At sea Buenos Aires Colorado Dubrovinik Croacia Filipino Folgas Infinity Ingles Saudade Saudades Thayse Uniforme Vida de Snack drill Anac Aniversarios Cabelos Comida Corfu-Grecia Crossing Data de Embaque Dirigindo nos EUA Embarcation Day Inspeção de cabine Malas Natal New York Overnight Salvador Santos Treinamentos bambini compras guests medico a bordo ABOUT ME Academia a bordo Banheiromate Brasileiros Cabelo Costa Pacifica Crew Beach Desembarque Fall 2016 Fascinosa Formatura Ilha Bela Internet Mafia Meeting Capitão Minnesota Provas Pós- Russia Red Square Schedule Side Job Sobrevivencia- Selva e Marinharia Travel Tips dançarinos evaluation transferencia de navio 21 anos 21 anos na Grecia Aeroporto de Madrid-Barajas Aeroporto de Roma Alitalia American Life Assalto CFPN Cambuza Cantando Carnaval Copa do mundo Costa Mobile ou Costa In touch Costa NeoRiviera Entrevista Europa Exames- Navio Familia a bordo Feminismo Filipinos Flight attendant Flowchart Folga Gastos Hard Rock Itinerário Kentucky LIfe on board Living in USA Loira a bordo Maceio Malaga-Espanha Mamagaio Mareado Meu filho quer embarcar! E agora? Nashville O que levar nas malas? Palermo-Italia Portugal Processo seletivo RFE Reembarque Reflexão Reportagem TV Riniti Rotina STCW ou CBSN Secador e chapinha Sta Cruz de Teneriffe-Espanha TIM Televisão Tennessee Uruguai-Punta Del Este e Montevideu Videos Vizinhas Vocabulario Voo Wifi Wisconsin abandon ship aniversario na grecia comunicação disney laudry massagem a bordo metri off passageiros staff ´Reembaque